Trechos UCEM para se inspirar

“A Bíblia diz que deves ir com um irmão duas vezes mais longe do que ele te pede.”
T-4.In.1:1

“Estar fatigado é estar des-espiritualizado, mas estar inspirado é estar no espírito.”
T-4.In.1:6

“Ser egocêntrico é ser des-espiritualizado, mas estar centrado no Ser no sentido correto é estar inspirado ou no espírito.”
UCEM T-4.In.1:7

“Os verdadeiramente inspirados são iluminados e não podem habitar na escuridão.”
UCEM T-4.In.1:8

“Tu podes falar a partir do espírito ou a partir do ego, conforme escolheres.”
UCEM T-4.In.2

Se falas a partir do espírito, optaste por “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus”.

T-4.In.2:2

Se falas a partir do ego, estás repudiando o conhecimento ao invés de afirmá-lo e estás, assim, te des-espiritualizando.
T-4.In.2:4

Não embarques em jornadas inúteis, pois de fato são em vão. 6 O ego pode desejá-las, mas o espírito não pode embarcar nelas, pois se recusa sempre a sair do seu Fundamento.
T-4.In.2:5

Muitos montam guarda sobre suas ideias porque querem proteger seus sistemas de pensamento assim como são, e aprendizado significa mudança.
T-4.I.2:1

O ego é uma contradição.
T-4.I.2:8

O ensino e o aprendizado são as tuas maiores forças agora porque fazem com que sejas capaz de mudar a tua mente e ajudar outros a mudar as suas.
T-4.I.4

O teu valor é estabelecido por Deus.

T-4.I.7:2

O ego tenta explorar todas as situações usando-as como formas de louvor para si mesmo, de modo a superar as próprias dúvidas.

T-4.I.8
Tu és parte da realidade que permanece imutável, além do alcance do teu ego, mas facilmente acessível ao espírito.

T-4.I.8:5

O ego tem medo da alegria do espírito, pois uma vez que tu a tiveres experimentado, retirarás toda a proteção do ego e passarás a não ter nenhum investimento no medo.
T-4.I.10

Libera a ti mesmo e libera a outros.
T-4.I.10:6

Com o teu ego tu nada podes fazer para salvar a ti mesmo ou aos outros, mas com o teu espírito podes fazer tudo para a salvação de ambos.
T-4.I.12

É razoável perguntar como a mente pôde jamais ter feito o ego. 2 De fato, é a melhor pergunta que tu poderias fazer. 3 Não faz sentido, porém, dar uma resposta em termos de passado, porque o passado não importa e a história não existiria se os mesmos erros não estivessem sendo repetidos no presente.
T-4.II.1

Cada um faz para si um ego ou um ser que está sujeito a enorme variação por causa da sua instabilidade. 2 Faz também um ego para cada pessoa que percebe, que é igualmente variável.

T-4.II.2

A questão não está em como respondes ao ego, mas no que acreditas que és.
T-4.II.4

Acreditar que existe uma outra forma de perceber é a ideia mais elevada de que o pensamento do ego é capaz. 11 Isso porque ela contém um sinal do reconhecimento de que o ego não é o Ser.
T-4.II.4:10

>