Como abençoar para se libertar

Se todos somos Um, então tudo o que você dá, também está dando a si mesmo.

Trazendo isso para o dia a dia, o que você coloca para fora, vai voltar para você.

Então pense comigo. Quando julgamos, a lógica é que seremos julgados ou pelo menos julgaremos que fomos julgados.

Ou seja, assim que julgamos, ativamos também as nossas defesas contra o julgamento do outro. O medo e a raiva começam ai.

Com o tempo viramos pessoas engessadas e preocupadas com o que o outro vai pensar de nós.

E lá se vai o senso de liberdade.

Não é bom ser livre do que pensam de você?

Então comece a notar como o julgamento é nocivo. Não para quem você julga, mas para VOCÊ.

Somente quando você der a total liberdade para os outros serem qualquer coisa, é que você vai se livrar do peso do que pensam de você.

Ou seja, somente deixando livre, é que será livre.

E como se consegue isso?

Através do perdão, claro.

Perdoando como primeiro ato, ao invés de julgar como primeiro ato.

Imagine como seria perdoar TUDO. Não julgar, mas sim perdoar. Isso libertaria o outro e consequentemente você, através do amor compreensivo que o perdão libera.

Como começar? Existem muitas coisas que podemos fazer para ir desenvolvendo a capacidade de perdoar e abrindo o caminho para o amor. Uma delas é a seguinte:

Quando ver alguém, antes mesmo de julgar, abençoe a pessoa primeiro. Uma sugestão é repetindo a frase abaixo mentalmente:

“Meu irmão eu te ofereço paz e alegria, para que a paz e a alegria de Deus possam ser minhas.”

O perdão é a chave mestra que abre todos os corações para o amor, a partir da abertura do seu coração.

Ricardo Maluf

Ver todos os posts
>