Criar é amar

Criar E Amar

Você é como Deus no seu poder de criar.

Afinal, ele te criou a Sua semelhança.

Deus cria inspirando toda a Vida e você cria com Ele, inspirando, dando sentido e alimentando suas próprias criações.

Por exemplo, em qualquer situação sempre tem 3 componentes. A situação, você e seus conceitos sobre a situação. Parte disso é criado por Deus, como a situação e você. Porém, parte é criado por você, através de seus conceitos, crenças e decisões. Isso gera a próxima situação que também será parte de Deus e parte sua.

Ele criou tudo. E nós ,como seus Filhos, pintamos nesta tela da vida que ele criou com nossas próprias criações.

Mas nesse paraíso, alguém pode se perguntar: “Por que então existem coisas ruins?”.

E a resposta é que as coisas ficam ruins porque o ego usurpa o seu poder criador e o vira de cabeça para baixo, criando as experiências de sofrimento, medo e desamparo, que por sua vez causam tudo de ruim.

Graças a Deus que o poder que Ele te deu sempre será seu. Só seu. E não do ego.

Assim, o poder pode ser reclamado quando você quiser.

Mas como fazer isso? Como reclamar o seu poder divino?

Primeiro entenda que o seu poder criador é igual ao poder criador de Deus, mas com uma diferença fundamental.

Essa diferença é que ele te criou, mas você não criou a Ele.

Isso faz com que o poder Dele seja anterior ao seu e intocado pelo ego, que é criação sua.

Por isso, para recuperar o poder criador divino, é preciso que fiquemos vigilantes ao Reino, onde o ego não entra.

Ser vigilante é uma questão de foco.

O que é o Reino em que precisamos focar nossa vigilância?

O Reino é um estado de espírito anterior ao ego, onde o Amor de Deus brilha, nada falta e a alegria se expande sempre.

Seja vigilante apenas ao Reino.

Assim você estará naturalmente refletindo o Amor que existe nele, para criar com Deus.

Afinal, se “Criar é amar” (UCEM T-7.I.3:3), então amando, criamos melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *