No amor perfeito não existe medo

O amor e o medo são opostos e há uma diferença fundamental entre ambos.

Qual?

O amor já é e sempre foi. Ele já existe do princípio ao fim da criação. Está implícito em tudo o que vive.

Já o medo é criado pela mente que vê uma ameaça. Ele não existia antes e só existe enquanto ainda é mantido.

Por causa disso, o medo pode obscurecer o amor mas não consegue destruí-lo nunca.

Como um pano sujo que cobre um cristal e pode ser retirado a qualquer momento, revelando a verdade por debaixo do pano.

Já o amor que é a pedra fundamental do universo, desintegra o medo quando brilha.

Como mostra o UCEM, no amor perfeito não existe o medo.

Mas como conseguir isso? Como trocar o medo pelo amor?

Olhe para sua vida por um instante. Quando você achar o medo em qualquer situação, olhe de novo procurando onde dá para ver as coisas sob o ponto de vista do amor.

Faça a troca, decidindo irradiar amor. E viva feliz de verdade.

“No amor perfeito não existe medo”. UCEM T-12.II.8:1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *